06/09/2019

Colheita de café atinge 98%.

A colheita da safra de café se aproxima da etapa final em alguns estados do Brasil, sendo que a maioria deles já se encontram finalizados.

Um levantamento da Cooperativa dos Cafeicultores de Guaxupé (Cooxupé)a maior cooperativa de café do Brasil divulgou que seus cooperados já atingiram 98% da colheita em seus cafezais. O aumento de mecanização neste processo marca redução de tempo de colheita a cada safra.

undefined

Contrapondo as regiões, o Cerrado Mineiro detém hoje a maior área colhida, com 98,19%, seguida por Sul de Minas Gerais (97,96%) e São Paulo (94,30%). A Cooxupé estima produção de 7,6 milhões de sacas de seus associados neste ano.

A estruturação da colheita mecanizada tem demostrado um alto rendimento, além da diminuição de percas de produção. O processo de colheita sempre foi considerado a maior dificuldade para produção de café, tradicionalmente, com base na colheita manual,  se diz que ela representa cerca até 40% do custo total de produção, portanto, uma parcela muito significativa a ser considerada na redução de despesas na lavoura cafeeira. A colheita mecanizada, que vem crescendo ano a ano, tem sido a forma de alcançar redução dos custos, pela rapidez e bom rendimento do maquinário, marcando a cada ano uma antecipação na data colheita.

Em relação a qualidade dos grãos colhidos não se demostrou um cenário positivo, o pesquisador da fundação Procafé, Alysson Fagundes, comentou que clima desta safra não foi favorável e que as chuvas prejudicaram diretamente a qualidade das lavouras de café. “Tivemos cafés de baixa qualidade, devido a chuvas torrenciais justamente no período de colheita”, afirmou.

Comparando a colheita com o mesmo período do ano anterior, os avanços foram recorde, pois nesta data apenas 91% havia sido colhido.  Em questão de produtividade, a expectativa da área era de um ano em alta, mas não foi possível por conta das chuvas que geraram encharcamento no solo entre os meses de setembro a fevereiro de 2019, o que prejudicou o desenvolvimento dos frutos.

por Thais Martins