14/08/2019

Importância do planejamento de safra.

Ao se iniciar uma nova safra é preciso planejamento, promovendo um objetivo a ser concretizado no final do processo.

A experiência de grande parte de produtores rurais é adquirida e aprimorada a cada safra colhida, e em alguns momentos a tarefa de planejar se torna mecânica, sem uma prévia avaliação estratégica, e um simples planejamento pode ser a diferença entre o aumento de porcentagem de lucro ou a permanência em ganhos já concebidos anteriormente. Qual é a melhor opção? Prezar por repetir a receita que já se conhece e que se mostrou bem-sucedida, ou procurar inovar promovendo sempre aprimoramento em métricas utilizadas? Bom, essa é uma escolha que irá variar de cada produtor rural, mas, queremos demostrar neste artigo pontos cruciais para compor o seu planejamento de safra, e assim você poderá decidir que caminho tomará.

- Avaliação de pontos fortes e fracos da safra que se finaliza:

A primeira análise a ser realizada é a mensuração do ciclo que se finalizou, olhando para os pontos positivos e negativos da safra, você estava preparado para tudo que se sucedeu? Nomeie processos que podem ser melhorados, custos não previstos que foram necessários, contabilize os rendimentos e estabeleça um parâmetro, com base na concepção de onde gostaria de chegar ao final da próxima safra, e que mudanças serão necessárias a implantação para chegar em seu objetivo? Essa fase é de suma importância no gerenciamento da atividade cafeeira, pois ao compreender as necessidades passadas poderemos promover as futuras, se consiste em fazer uma previsão da safra, com levantamento de recursos materiais e financeiros; dimensionamento e revisão da infra-estrutura e maquinários para o processamento do café, com levantamento da necessidade de mão-de-obra e o preparo da lavoura para a colheita. Claro, com apenas um objetivo traçado, o aumento de produção e melhoria continua de qualidade.

- Previsão de investimento:

 

A previsão de investimentos promove os cálculos de custos de forma transparente, assim se concretiza um plano de caixa, onde se tem de forma detalhada o valor mensurado para cada custo, planejando o que será adquiro (e sua quantidade) o que já é esperado de utilização  para o sucesso da plantação, estabeleça sempre uma marguem de risco para custos com alta chance de acontecer, nesta conta pode-se somar o investimento de semestres, fertilizantes, manutenção de maquinário, defensivos, funcionários, despesas administrativas, entre outras. Conhecendo sua lavoura e fazendo um bom planejamento agrícola, você sabe todas as informações necessárias e, partir disso, consegue agir sem afetar a produtividade da lavoura,  se preparando para eventuais riscos com uma previsão de caixa que será a base para medir se o investimento se encontra no planejado, e se não estiver reanalisar questionando sempre, por que tal custo não foi pensado anteriormente? Em que porcentagem ele impactará no investimento já previsto? Formalizando tais ocorrências para entrarem no próximo planejamento prévio.

 

- O câmbio

 

É necessário estar sempre atualizado perante o câmbio por dois cenários, o primeiro é que a variação do dólar corresponde diretamente a mudança de preço de produtos utilizados na lavoura, como os insumos e fertilizantes que se evidenciam por ser o maior investimento no planejamento de uma nova safra já que 70% dos insumos são importados, e em segundo por constituírem variação no preço de venda no mercado futuro o  preços de commodities pressionados no mercado externo pode gerar receitas mais apertadas.

 

- Crédito rural

 

Muitas vezes o produtor rural não se antecipa na solicitação de crédito rural, e pelos caminhos antigos deterem uma burocratização seu atraso pode tardar as datas planejadas, o que influenciará diretamente na sua produção.

É muito importante para o produtor rural planejar quando irá necessitar do recebimento do custeio, investimento ou comercialização, e para inovar este processo nasceu a Nagro, uma plataforma de ligação dos produtores rurais com todas as fontes de crédito agro disponíveis, o produtor rural entre em contato com a Nagro, e de forma customizada, sem produtos de venda casada ele é apresentado a soluções de todos os bancos e investidores de forma segura e rápida, escolhendo assim o que melhor lhe atende e iniciando a próxima safra de forma rápida, e sem burocracia. Inicie sua obtenção de crédito acesse: nagro.com.br

 

- Correção de solo

A cada safra o solo pode promover alterações de qualidade física, química e biológica, e é necessário estar atento para uma eventual correção de solo, ela irá prover o melhor desenvolvimento da cultura plantada, por isso, investir em análises laboratoriais do solo é essencial para uma boa produtividade, e muitas vezes é diferença na qualidade e quantidade da colheita.

A correção de solo promove o enriquecimento da terra, e para sua execução primeiramente é preciso saber as propriedades e características de cada solo, existem algumas práticas mais utilizadas para preparo do solo no cultivo de grãos, como a gessagem, aração e calagem, dentre outras.  Sua aplicação irá promover maior absorção de nutrientes no manejo adequado obtendo bom fluxo de infiltração e reserva de água. Um método eficiente é parcelar a aplicação de fertilizantes, durante dois períodos, na semeadura e após a emergência das plantas, desta forma se diminui as perdas por lixiviação e coincide com as fases de maior necessidade das culturas.

 

 

- Manutenção ou obtenção de máquinas

A cada safra se encontra maior número de lavouras mecanizadas, tal investimento é positivo enquanto ao aumento de produção, agilidade nos processos e diminuição de perdas, mas, no planejamento de uma nova safra é necessário avaliar o investimento de manutenção de maquinário, que pode ser realizado de forma preventiva (antecipada) ou corretiva (quando seu mecanismo demostra falhas) e cada valor deve ser inserido no planejamento de custos, pois só assim se pode prever o valor de manutenção anual, de acordo com a Conab, mais de 25% dos custos provenientes de reparo podem ser cortados se a manutenção do maquinário agrícola for realizada rotineiramente, além do fato de que uma semeadora aumenta a produtividade em até 30% quando está bem regulada e calibrada. Assim pode-se criar uma planilha de acompanhamento de datas de verificação de conformidade das máquinas utilizadas em seus processos de cultivo de grãos.

Cada item descrito demostra diferentes formas de planejamento de investimentos para ser iniciado em uma nova safra.

por Thais Martins